Sexta-feira, 31 de Agosto de 2007

Tanta gente

O Senhor Rodrigues e a sua Mulher viveram toda a sua vida activa numa remota ilha dos Açores, onde nasceram. Funcionários do estado, alimentaram durante décadas um secreto projecto para a sua reforma. No dia 1 Janeiro de 2003 reformaram-se ambos. Precisamente no mesmo dia, porque assim constava do projecto. Nesse mesmo dia juntaram os seus três filhos e 10 netos para jantar em sua casa e anunciaram que iriam partir para Lisboa no dia seguinte para procurarem a sua futura casa, onde pretendiam viver o resto dos seus dias. Só voltariam à ilha durante as festas de Agosto, uma semana por ano. No dia seguinte lá estavam os dois às 16:30 numa agência imobiliária do Rossio, com entrevista previamente marcada há um ano atrás. Os requisitos eram muito simples. Da sua nova casa tinha de se ver gente, muita gente... O agente imobiliário, não encontrando nas suas minutas mentais uma resposta formatada, pediu mais esclarecimentos... A casa não tinha de ser espaçosa, bonita ou particularmente arejada. Precisavam de um quarto e de uma sala. A sala teria de ter uma portada que se abrisse sobre uma rua e nessa rua tinha de haver gente, muita gente.... Gente que passasse a caminho do trabalho, gente ocupada com a sua vida, muita gente... O agente registou o pedido no seu formulário electrónico. No campo das características do imóvel escreveu "em rua com muita gente".

Encontrei o Senhor Rodrigues um dia no Rossio, perguntei-lhe pelos Açores. Desviou a conversa e começou a descrever a sua nova casa em Lisboa. Encontrou-a na Baixa, numa das ruas mais movimentadas. "Tem uma sala maravilhosa, com portadas viradas para a rua. Todos os dias às 7:30 abrimos as portas e sentamo-nos os dois a olhar a gente que passa na rua. Às 9:30 fechamos as portas porque já passa pouca gente. Durante o dia venho muito aqui ao Rossio. Há um café perto da minha rua mas não tem muita gente sabe.... Aqui os cafés são magníficos, transbordam de pessoas. Sento-me aqui horas e horas a ler o jornal e a sentir este movimento. Adoro isto. Em Agosto passado voltámos aos Açores mas tivemos uma problema logo à chegada. Ainda no aeroporto a minha Mulher sentiu falta de ar, julguei que sufocava. Fiquei muito aflito sabe? Durante as festas ela sentiu-se sempre muito mal... O que me valeu foram as tardes de ensaio da banda filarmónica, no coreto da praça. Íamos para lá e ela sentia-se melhor. Mas quando voltávamos para casa, não imagina... Eu tenho aquela varanda enorme virada ao Mar que o Senhor bem conhece, ela tentava ir para lá apanhar um pouco de sol mas depois faltava-lhe o ar outra vez. Tive de fechar a varanda..."

Voltaram a Lisboa na semana seguinte. Foram ao médico que lhe recomendou aulas de Pilates para relaxar. Ficaram de pensar no assunto e levaram um folheto para casa: "Relaxe com Pilates". O folheto mostrava foto de uma aula com uns 20 alunos sorridentes, com aquele efeito de espelhos que dá a ilusão de serem 200. Era essa mesma foto que o Senhor Rodrigues trazia no bolso e me mostrou naquele café do Rossio. "Estou muito esperançado nestas aulas. Repare só na quantidade de gente..."

publicado por ManyFaces às 19:34
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Paulo G. a 6 de Setembro de 2007 às 18:13
Casado com uma micaelense e indo aos Açores com a assiduidade possível, fico espantado com o senhor Rodrigues que quer exactamente o oposto de im.
Se bem que já tenham estragado boa parte do eixo Rib. Grande-Ponta Delgada-Lagoa com as rotundas, as belmirices e agora até com uma anunciada SCUT.

Eu quero uma casinha assim (com um anexo para livros), com ligação à net e virada para uma encosta de criptomérias ou vaquinhas a pastar.
De dancarbossanova a 28 de Setembro de 2007 às 11:49
Percebo a necessidade de gente, do anonimato, mas não a alergia à solidão, à quietude, ao silêncio do mar, ao silência barulhento daquele mar.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O Dia da Mãe

. Encontra-te

. The Success of Happiness

. A Utilidade dos Maus Fíga...

. Selecção Natural

. Disseste: O Sol Nasceu

. The Many Faces of Wanting

. Crescer

. Tanta Gente Mariana

. Munique Fora de Horas (II...

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.tags

. human nature

. poesia

. política

. religion

. science

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds